Operação Belém Segura cumpre 32 mandados de prisão e apreende balanças adulteradas

Nesta quinta-feira (1º), segundo dia da operação Belém Segura, as ações integradas foram realizadas na Feira do Barreiro, no Bairro da Sacramenta, onde os agentes de segurança apreenderam seis balanças adulteradas e 100 isqueiros sem o selo do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro). A operação é realizada por integrantes da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Departamento de Estado do Trânsito (Detran), Fundação Pro Paz e Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe).

As ações também contam com a participação de representantes do Juizado Especial da Infância e da Juventude/Tribunal de Justiça do Estado, Guarda Municipal de Belém (GBM), Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Instituto de Metrologia do Estado do Pará (Imetropará), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) e Conselho Tutelar.

No primeiro dia da operação, vários mandados de prisão foram cumpridos por equipes da Polícia Civil, sob o comando da Diretoria de Polícia Metropolitana. Até as 13 h de quarta-feira (31), 27 pessoas foram presas e encaminhadas à Seccional da Sacramenta, dentro da operação “Xeque Mate”. Entre as motivações dos mandados estavam homicídios e tráfico de drogas. Um dos acusados reagiu à prisão, trocou tiros com a polícia e acabou morto. De acordo com a Polícia Civil, até a tarde desta quinta-feira (1º) 32 mandados de prisão haviam sido cumpridos.

“Vamos continuar com o trabalho conjunto, que objetiva a paz social. Nossas equipes seguem no ritmo da operação, cumprindo os mandados de prisão e de busca e apreensão. Estamos integrados com outros órgãos nesta operação”, informou o delegado Cláudio Galeno, diretor da DPM.

“Manchas criminais” – O lançamento da operação Belém Segura foi realizado na praça do Conjunto Marex, no bairro de Val de Cans, às margens da Avenida Júlio Cesar, com a presença de gestores da Segup, entre os quais o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberto Campos; o delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, e o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Zanelli.

A operação terá ainda várias ações, planejadas de acordo com as chamadas “manchas criminais” identificadas pela Siac. Já estão programadas outras operações, como Barreira, Saturação, Hypnus, Lei Seca e Incursão. Ações sociais do CBM, Detran e Pro Paz estão previstas para o fim de semana na praça do Marex, base operacional da “Belém Segura”.

Fonte:Agência Pará